Search
  • Douglas

7 Práticas que Ajudarão a Melhorar sua Fotografia de Alimentos


A busca pela melhor imagem é uma constante para quem trabalha com fotografia de alimentos. Posicionar a luz no ângulo ideal, encontrar os objetos que farão a combinação junto ao alimento ou bebida e saber usar os recursos de sua câmera para o tipo de fotografia específica que deseja atingir são apenas alguns dos fatores que devemos ter em mente ao produzir imagens.


E para isso, listarei abaixo 7 dicas importantes para que você possa ter em mente sempre que fotografar alimentos ou bebidas para qualquer tipo de trabalho, seja redes sociais, sites e blogs, menús, etc.


Foto acima: Acervo de Imagens do Wix.

Dica 1 - Faça uma leitura mental da foto que deseja criar.

Ao saber sobre o assunto principal de sua foto, mentalize como você deseja que saia o resultado final. Não precisa ser 100%, mas o mais próximo que conseguir "visualizar", melhor.


Por exemplo, se seu cliente pede uma foto com frutas em uma cesta, pense qual o tipo de cesta que poderá usar (bambu, madeira, vidro, etc.), nas frutas que irão preencher a cesta, a quantidade de luz que deseja usar e o ângulo que deseja visualizar a foto (do alto, paralelo ao prato).


A partir de um ponto de partida, fica mais fácil começar a posicionar sua câmera, luzes e o objeto principal, bastando apenas ajustes finos na composição geral.

Dica 2 - Utilize lentes apropriadas.

Não existe uma única lente apropriada para fotografia de alimentos, mas existem lentes que são mais utilizadas para este tipo de fotografia (como as 50mm, 85mm ou 100mm Macro).


No entanto, isso não quer dizer que você não poderá utilizar a sua lente do kit (uma lente mais básica que geralmente vem acompanhada de câmeras de entrada como a Canon T6i ou T7i). A diferença é que tais lentes nem sempre possuem recursos mais avançados de estabilização de imagem na própria lente, uma abertura de diafragma que possibilite um "desfoque" de fundo maior, uma nitidez mais precisa ou a função Macro, muito utilizada para ressaltar detalhes nas fotografias de alimentos.


Teste algumas lentes diferentes e busque a que considera ideal para o seu tipo de trabalho.

Fotografia de Alimentos

Lente Canon 50mm f/1.8

Dica 3 - Busque um espaço adequado.

Trabalhar com fotografia de alimentos às vezes requer que o fotógrafo se movimente ao redor do prato, buscando o melhor ângulo, melhor luz e melhor composição.


Em muitos casos, não há a necessidade em alugar um grande estúdio. Porém, ter um espaço livre em volta do alimento ou bebida que está sendo fotografado é uma grande vantagem para o fotógrafo poder optar por diferentes posições e até mostrar ao cliente em tempo real suas escolhas e oferecer mais opções.

Dica 4 - Saiba controlar os recursos de sua câmera.

Ajustar a exposição correta de cada clique de alimento é fundamental para que não tenha problemas na pós-produção, ou seja, para que evite pequenos contratempos ajustando parâmetros que poderiam ter sido corrigidos na própria câmera e ter que corrigí-los nos programas de edição de imagens.


Trabalhar corretamente a velocidade do shutter speed, o ISO e a abertura da lente (diafragma) pode economizar um tempo valioso para você e seu cliente e ainda obter uma imagem mais adequada como resultado final no momento em que estiver fotografando.

Fotografia de Alimentos

Canon EOS Rebel T6i

Dica 5 - Peça ajuda se necessário.

Em alguns casos, você poderá precisar de um auxílio na hora do fotografar alguns tipos de alimentos ou bebidas. Por exemplo, caso pretenda fotografar o momento exato de um cubo de gelo caindo dentro de um copo cheio, peça que um colega dispare a câmera ou solte o cubo de gelo para você. Controlar as duas ações simultaneamente é uma tarefa que poderá levar mais tempo do que se fosse realizado em um trabalho conjunto.

Dica Extra

No entanto, existe um "truque" que alguns fotógrafos utilizam naqueles momentos de solidão, mas que precisam fotografar de qualquer jeito aquela imagem para o cliente.


No caso do cubo de gelo citado acima, caso esteja sozinho, poderá utilizar o recurso de "timer" de sua câmera, quando houver. Para isso, basta acionar o botão de disparo e aguardar 2 ou 10 segundos para que a câmera fotografe automaticamente enquanto você se preocupa com o cubo de gelo. Daí, é só checar sua imagem e ver se o momento certo da queda do cubo de gelo foi alcançado!

Dica 6 - Use referências.

Muitos fotógrafos buscam referências de outros fotógrafos para compor suas fotografias de alimentos.


Não há nada de errado nisso, desde que não copie outros fotógrafos!


Use sua própria criatividade (afinal, é por isso que nós fotógrafos também somo considerados artistas criativos).


Além de existirem diversos fotógrafos renomados de produtos e alimentos, existem também fotógrafos de arquitetura, retratos, eventos, etc., que também podemos extrair algumas referências, já que existem inúmeras formas de se compor uma fotografia de alimentos.


Às vezes, um ângulo que um fotógrafo de casamentos usou em suas fotos poderá ficar interessante ao fotografar alimentos.


Por isso, busque referências, veja trabalhos de outros fotógrafos de diversos níveis, dos iniciantes aos mais avançados, para assim, criar seu próprio estilo.

Abaixo, quatro fotógrafos de produtos e alimentos que admiro, indico a referência dos trabalhos e sigo:


Andrew Scrivani

Luna Garcia

Henrique Peron

Débora Gabrich


Dica 7 - Pratique, pratique e pratique.

Sempre que tiver uma oportunidade, uma tempo livre ou novas ideias, pratique a fotografia de alimentos antes de realizar seus trabalhos.


Algumas vezes, dificuldades e obstáculos na hora de fotografar um determinado alimento (e principalmente para produtos e bebidas, na minha opinião) podem aparecer e, em alguns casos, pode levar horas para se chegar a uma solução.


Por isso, sempre que puder, pratique em casa o máximo que puder. Procure fazer testes com o máximo de equipamentos, alimentos e direção de arte que puder, simulando um trabalho real. Claro que em um trabalho real, seus gastos podem ser altos. No entanto, no caso dos testes, procure alternativas econômicas (principalmente nos alimentos) para que não tenha gastos desnecessários.


Conforme for testando e praticando, você verá que será mais fácil identificar ângulos de câmera, posição das luzes, fotometria, food styling, entre outros fatores na hora que estiver fotografando "para valer"! Isso mostrará mais profissionalismo e dedicação em sua arte perante o cliente, conseguindo até quem sabe futuros trabalhos e novas oportunidades.

Fotografia de Alimentos

Espero que, com estas dicas básicas, possa ajudar fotógrafos de alimentos, bebidas e produtos a obter melhores resultados e ter uma segurança a mais antes de fotografar o resultado final. Boas fotos!


Este post não contém nenhum tipo de afiliação, patrocínio, parceria ou propaganda.


#fotografiadealimentos #estúdiofotográfico #foodstyling #fotografodealimentos #fotodecomida #foodstylist #técnicadefotografia #blogdefotografia